musicas.mus.br

Letras de músicas - letra de música - letra da música - letras e cifras - letras traduzidas - letra traduzida - lyrics - paroles - lyric - canciones - RAP DO NãO - ROUPA NOVA - música e letra

Utilize o abecedário abaixo para abrir as páginas de letras dos artistas

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

Rap do Não letra


Batendo essa palma assim
Vamos ver essa cidade
Beleza
Participa meu irmão
Beleza Pura
vamos botar a mão pra cima
Vamos espantar esse frio
E lutar um pouquinho contra essa
Onda maluca de violência que está por ai
Ou você não acredita nela?
Ela chega também pra você
Presta atenção
Em cima disso eu vou soltar o meu refrão
E eu quero ver
Quem concorda com o Roupa Nova
Quem pensa como a gente vai gritar de volta
E vai dar pra ouvir daqui
O coraçãozinho de vocês reclamando
Quer ver

Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Violência
NÃO ! ! !
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Vou reclamando e vou dizendo
NÃO ! ! !
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Vamos lá, vai dizendo
NÃO ! ! !

Preste atenção
Eu sou baixista vou deixar a minha cabeça funcionar
As imagens vão se arrumar
E espero tentar passar pra vocês o que a gente pensa
O que a gente espera
Que aconteça com essa violência

Presta atenção
Nesse momento o mundo tá ficando dividido demais
Você pode notar
Do lado de cá
Tem gente que consegue estudar
Consegue comer
Consegue sonhar
Tem doutor pra consultar
Do lado de lá
Tem gente que não tem nada não
Tá ficando na mão
Pit stop, competições, não tem nada
Na cabeça
Tá ficando chocado? tá ficando preocupado?
Levanta essa mão
Eu te pedi
Você parou
Eu sei que você tah prestando atenção
Garota, não é nada disso não
É sobre essa divisão

Que é vem? bala perdida
Guerra, morte, violência, sequestro
Tudo de ruim, tudo de mal
E as pessoas não querem mais sentir
Não querem mais seguir o coração
Querem exibir, querem comprar
Vale o material, não vale o seu essencial
Tá aqui dentro, pra você se sentir
Funcionar, pensar
Vale não
Vale a apresentação
É ou não é
Vou te contar
O que é que está acontecendo no Brasil afora
e no mundo inteiro
no meio dessa confusão
Brasília, São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro
tá todo mundo louco correndo atrás
do que interessa que é a boa: dinheiro
galera, será que é assim?
Será que tudo acaba assim
Vai chegar o fim
Galera, não dá não

Nesse momento na minha cidade
Que já foi maravilhosa
Hoje em dia é apenas uma cidade
Completamente perigosa
Favela, maré, linha amarela
É tiro, sequestro, bala perdida
vou parar de rimar
Pra falar isso aqui
Semana passada uma criança foi atingida pela polícia
Quatro anos de idade
Apareceu, você viu na televisão
Não dá não
Tem que alguém reclamar
Cabe a vocês, cabe a mim
Que veio para esse show
Que pensa em música
Pensa em coração
Levantar a mão, reclamar
Assim, quero ver
Eu vou contar com sua participação
Vamos nessa meu irmão

Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Vou reclamando e vou dizendo
NÃO ! ! !
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
E agora mesmo eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
É assim a minha forma de reclamar

Atenção, vou te contar
A novela é assim
Nesse momento
Na minha cidade do Rio de Janeiro
Tem um sinal fechado
O trânsito tá parado
Tudo engarrafado
Todo mundo meio amargurado
Tem um cara com um carrão importado
Ar condicionado ligado
Tá um calor danado
Mp3 ligado
Funcionando legal
Tá se sentindo o tal
Mas ele não vê
Que no fundo tá resabiado
Olhando pro lado
Olhando pro outro lado
Com uma cara de assustado
Com medo de que?
De ser assaltado
De ser morto, ser sequestrado
Ter seu carro levado
Tudo bem tá legal, pode ir levar
Meu dinheiro, celular
O que quiser tomar
Leva, é seu,
Vai gastar, leva daqui
Compra droga
Some meu irmão
Mas matar não
Matar não dá
A vida é uma só
Pertence a você
Pertence a mim
Pertence ao Roupa Nova
Não dá não
Levanta a mão
Porque não vai reclamar?
Quero ouvir você participar

Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Pra violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Cadê a sua mão pra dizer
NÃO ! ! !
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Vamo embora minha gente vai dizendo
NÃO ! ! !
É pra você reclamar, vai dizendo
NÃO ! ! !
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Não tenha medo no seu coração
Contra a violência eu vou dizendo
NÃO ! ! !
Vamo embora minha gente vai dizendo
NÃO ! ! !
Mais uma vez vai dizendo
NÃO ! ! !
É uma cobrança
NÃO ! ! !
Mais uma veizinha para mim
NÃO ! ! !
Tá bom, demais

Pelo menos eu pude falar
Pude desabafar
Em nome do Roupa Nova
E da minha cabeça
E do meu coração
A minha história está contada
Leva pra casa
Pensa, no que a gente falou
No que a gente tentou te passar
No que a gente tentou te tocar
Tá bom?
E antes de acabar
Vamos aplaudir esse swing animal
Que pintou aqui atrás
Serginho e Fegali foram demais
Cadê a sua mão? Eu pedi pra bater
Cadê?
Vamos nessa meu irmão
Eu quero ver
Esse swing te levar

Roupa Nova - Letras

©2003 - 2017 - musicas.mus.br